25 janeiro, 2007

Miss Potter


Todos sabem da minha paixão por literatura infantil. Ultimamente, chegaram às telas de cinema uma série de filmes sobre autores de grandes clássicos da chamada literatura infanto-juvenil. Os Irmãos Grimm são exemplos deste fenômeno bem como Em Busca da Terra do Nunca. Eis que agora chega às telonas Miss Potter, a biografia da autora do clássico Peter Rabbit.

A história de Beatrix Potter seria a mesma de todas as mulheres de sua época não fosse seu talento assustador e sua coragem para enfrentar uma sociedade altamente machista. Filha de uma família tipicamente vitoriana passou sua infância numa imensa mansão, rodeada de um imenso parque – o Bolton Gardens em Kesington. Como toda filha de classe média (seus pais eram ligados a industria têxtil), Beatrix foi educada em casa, o que fez com que vivesse muitíssimo isolada, completamente apartada de qualquer tipo de convívio social. Assim, seus companheiros diários eram os animais e as plantas, que mais tarde seriam objetos de suas lindas histórias. A observação detalhada da natureza lhe rendeu o dom de retratá-los através de lindos desenhos que, mais tarde, seriam apresentados por ela ao Jardim Botânico, para serem divulgados em estudos científicos. Porém, tal talento esbarrou com os preconceitos de uma sociedade que impedia que uma mulher pertencesse a estes tipos de instituição. Paralelamente, Beatrix começou a desenhar e escrever pequenos contos infantis para presentear o filho de seus caseiros, um menino de dez anos de idade com quem Beatrix mantinha uma correspondência regular. Nascia assim, The Tale of Peter Rabbit, primeiro de uma série de muitos. Beatrix mostrou o livro para alguns editores que se negaram a publicá-lo. Mas naquela altura (Beatrix já tinha 37 anos na ocasião), nada mais a faria desistir de seus sonhos e, então, resolveu publicá-lo por conta própria. E o êxito foi tão grande que, rapidamente, os editores Frederick Warne & Co. Ltd. se interessaram em dar continuidade ao trabalho de Potter. Em 10 anos foram mais de vinte livros que até hoje são sucessos absolutos, alcançando a marca de 300 reimpressões. Não há quem não conheça o traço da autora inglesa e também não há, dentre seus leitores, quem não se sinta completamente conectado com o mundo mágico que é a natureza, com sua exuberância e simplicidade características.

E para quem, como eu, adora livros de receitas para crianças, vale a pena dar uma
olhadinha no livro de receitas do Peter Rabbit, recheado de receitas saudáveis para crianças como Muffins de germe de trigo, torta de tomate, biscoitos de granola...


E aqui, o trailer do filme.

Um comentário:

fezoca disse...

esses lvros sao umas fofuras!