10 junho, 2007

De algum tempo para cá minha rotina mudou radicalmente. A primeira coisa que faço após levantar e tomar meu café é subir correndo e ligar o computador. Primeiro verifico os e-mails que chegaram e depois dou uma primeira navegada pelos blogs que acompanho. Faço isto todos os dias, de segunda a segunda. Há quem diga que isto é uma obsessão. Será? Bom, minha defesa. Em primeiro lugar, as obrigações profissionais – infelizmente (ou felizmente) desde a invenção do implacável e-mail, os assuntos não ficam mais para depois – então a vida pública invade diariamente nosso mundinho privado, exigindo de nós algumas decisões. Mas vá lá, tudo bem aceitável, desde que sirva para que as coisas aconteçam sem sustos e imprevistos. Quanto ao convidativo universo da blogosfera, esta é uma viagem escolhida, eleita. Adoro viajar por este universo e ir, aos poucos, organizando meus dias (elencando as receitas da semana, descobrindo filmes que ainda não vi, livros que ainda não li, idéias que ainda não tive), além do exercício diário da escrita – que convenhamos, é fundamental para quem está escrevendo uma tese de doutorado. Sem contar com as surpresas das visitas e dos comentários – acho muito legal quando me dou conta de pessoas dos quatro cantos do mundo (acho que todos já perceberam que sou um pouco exagerada) visitam minha página. Não por uma questão de vaidade pessoal, mas por ficar maravilhada com as possibilidades de trocas culturais. Talvez todo este blá-blá-blá soe um pouco ingênuo, mas acordei com vontade de teorizar um pouquinho sobre esta minha rotina, que sei ser também a de muito de vocês. Outro dia li um artigo muito interessante do Slavoj Žižek sobre as identidades vazias que freqüentam a rede – ouso discordar dele em público e afirmar que as minhas incursões por aqui dizem muito de mim e, de modo algum, são uma substituição das experiências sensoriais tão necessárias ao homem – de certa forma, elas são a ponte, ou os atalhos para o mundo sensível. Aqui, diariamente, organizo meu dia-a-dia, faço com que a minha rotina se torne mais leve e mais rica. Faço parte daquela parcela mínima da humanidade que gosta de uma rotina. E para não dizer que não falei das flores... eis uma receita que faz parte desta rotina:

Iogurte Caseiro

Aqueça 1 litro de leite. Deixe esfrira um pouco, até poder tocá-lo com o dedo. Junte 1 potinho de iogurte natural pronto e mexa até dissolver. Cubra com um prato e mantenha em local protegido por algumas horas. Leve à geladeira. No momento de usar, separe uma parte desse iogurte e guarde para o preparo do próximo.
Eu costumo tomar o meu com mel e granola, mas também pode ser batido com frutas.
Caso queira transformá-lo em queijo, basta adicionar um pouquinho de sal e deixá-lo escoando num guardanapo de algodão, preso à torneira da pia. Quando atingir a consist~encia desejada, tempere com azeite e ervas. Fica uma delícia!

9 comentários:

fezoca disse...

Lara, amei o seu relato. A minha rotina eh parecida, mas ela ja esta solidificada ha mais de sete anos. Infelizmente, a blogosfera comum perdeu um pouco o interesse pra mim. Eu leio menos blogs hoje do que lia ha uns cinco anos. Tambem porque agora estou a todo vapor lendo blogs culinarios. Sao um mundo a parte! Eu concordo um pouco a teoria das identidades vazias, pois ha muito disso. Nem diria vazia, mas que falta substancia. Por isso eu personalizo tudo o que escrevo, porque acredito que as pessoas se sentem mais a vontade e intimas qdo sabem com quem estao se conectando. Super beijo!

Manú disse...

Oi Lara!
Como a Fe, gostei da sua análise sobre as identidades. Gostaria muito de ter uma rotina, mas ainda não consigo me dar esse luxo! Sim, porque para mim, rotina é um luxo, que um dia quero alcançar. Por enquanto, a única coisa da qual não consigo abrir mão, acho que mais por necessidade do que por ser uma questão rotineira, é a de, todos os dias de manhã, fazer café no coador de pano.
Dois motivos: amo café assim, e minha mãe sempre fez (e faz!!!) café desse jeito. Acho que é uma "rotina" que faz com que eu me sinta mais perto de casa!
Um abraço,
Manú.

S. disse...

A rotina tende a nos "localizar", fazer ter apego (seria essa a palavra) a alguma coisa que temos como nossa, muitas vezes. Me sinto confortável com a rotina, mas prezo muito pelos imprevistos que chamo saudáveis (uma surpresa de vez em quando cai bem neh?) rsrs
Adorei seu relato, concordo que nem todo o conteudo da rede é elaborado por pessoas vazias ou que se negam a contatos pessoais. Pelo que tenho acompanhado via blogs culinarias, não vi nada de vazio, muito pelo contrario: tenho visto pessoas cheias de conteudo, mulheres maravilhosas com historias adoraveis e até certo ponto "tangiveis" - me refiro dessa forma porque é perceptivel, quase palpavel a verdade dos posts que leio. Fantastico sentir-se tão perto de algumas pessoas estando tão longe, e essa magia a rede nos traz sem duvida alguma :)
Um imenso abraço e desculpe o comment imenso, rsrs
leio sempre seu blog e adoro seus relatos e receitas. Ah! Essa do iogurte já está anotadésima!

bia disse...

Tb faz parte da minha ler blogs todo dia, queria ter mais tempo para dedicar aos blogs (ao meu e ler os outros) mas o resto da minha rotina me toma muito tempo tb. Conheci muita gente mesmo que seja so virtualmente este ano e aprendi muita coisa tb, e viagei muito virtualmente. Alias uma parte da minha rotina ja esta me impedindo de escrever aqui neste momento (filho), rs, (e nao tem coisa melhor na minha rotina que ele).
bjs

Carioca disse...

pra vc que gosta de café...
http://espressa-mente.blogspot.com
ate la!!!

Agdah disse...

Lara, importante verificar se o potinho de iogurte a ser usado contém lacto-bacilos vivos, ou pode haver interferência nos resultados do produto final.

Verena disse...

Lara, adorei chegar até aqui, vim depois de ler uma receita que a Fer achou aqui (no Chucrute com Salsicha - que sou fãzoca!) e resolvi te conhecer. Que delícia de blog, adorei os poucos posts que li, ainda vou me demorar mais...mas percebo que você é uma pessoa interessante e que vale a pena visitar. Venho outras vezes tomar um café. Quando quiser uma xícara passe no Mangia (www.mangiachetefabene.wordpress.com) que sempre tem um café fresquinho com uma merenda. Um beijo! Ah, eu também faço iogurte em casa e gosto de acrescentar 2 colheres de sopa de leite em pó para que fique mais consistente.

Paulucha disse...

Olá !!!

... este blog é um absoluto luxo! Convido a uma visitinha ao meu recém-nascido blog culinário: www.allsogno.blogspot.com.
Saudações, Paulucha.

Paulucha disse...

Olá,

... passei por aqui para ver as novidades, como habitualmente, mas também para desejar um Natal muito feliz e que 2008 seja pleno de concretizações!
Saudações culinárias,
Paulucha.
http://www.allsogno.blogspot.com