20 janeiro, 2008

Rodada dupla


Hoje acordei com vontade de fazer uma sobremesa portuguesa. O motivo? Simplesmente inexplicável. Depois de pesquisar um pouquinho acabei me decidindo pela receita de baba-de-moça da Carla Pernambuco. Simples, rápida de ser feita e com um resultado divino. A receita, como verão a seguir, pede o uso de seis gemas. Pois bem, assim que terminei de fazê-la, me deparei com aquele potinho cheio de claras reservadas. Não tive muita escolha - virou um delicioso Pudim de Claras ... super fácil de fazer e igualmente delicioso. Basta bater as claras em neve bem firme com duas colheres de sopa de açúcar por clara. Ou seja, para as seis claras, 12 colheres de sopa de açúcar. Despejar numa forma de pudim já caramelizada e levar ao forno em banho-maria por 30 minutos. Só.


Baba-de-moça


1 xícara de leite de coco

1 1/2 xícara de açúcar

2 xícaras de água

1 colher de sopa de manteiga

6 gemas

4 cravos-da-índia


Junte a água, o açúcar e os cravos e ferva até o ponto de fio. Tire do fogo, junte a manteiga e deixe amornar. Mistures as gemas peneiradas com o leite de coco e junte à calda morna. Mexa bem. Volte tudo ao fogo médio, mexendo sem parar até engrossar levemente. Deixe resfriar antes de servir.


2 comentários:

bia disse...

Estou para fazer pudim de claras faz tempo ! Nunca fiz, tenho que tentar uma vez pelo menos ! bj

Biagio disse...

Lara querida,
estou lendo o seu blog depois de tempo. Muito interessante como sempre. Gostei da sobremesa, dos livros, dos "pendrives". Estou lendo o livro que você me aconselhou (O que Einstein disse ao cozinheiro). E do Peru trouxe um presentinho culinário para vc para a próxima vez que nos vemos! Um abraço grande para todos lá em família. Mande news. Beijos, Biagio