24 outubro, 2008

Obrigado(a), Gabeira!!!



Em uma eleição marcada pelos panfletos apócrifos, é com orgulho que assinamos este manifesto, registrando nossa gratidão ao Gabeira pela enorme contribuição à democracia que sua brilhante campanha deixa para o Rio de Janeiro.
Não sabemos o que acontecerá no domingo, mas antes que o resultado das urnas se imponha sobre o clima fervilhante da campanha, é importante ressaltar o quanto Gabeira fez pelo resgate do verdadeiro sentido da democracia.
Mobilização da participação da sociedade, transparência na relação com a coisa pública, afirmação dos direitos sociais e individuais, solidariedade e fraternidade entre diferentes, essas foram suas tônicas.
Ao longo da campanha, Gabeira deu verdadeiras lições de como articular os princípios da democracia plural à solução de problemas específicos. Sua abordagem da questão da ampliação das creches, por exemplo, foi apresentada de modo articulado aos direitos da mulher; a questão da segurança pública aos direitos humanos, a questão da favela, articulada ao direito à habitação e ao direito ambiental, a questão juvenil, articulada ao direito à cultura, e assim por diante. Não faltou tampouco a ênfase no problema de minorias, como na questão dos portadores de deficiências e na questão dos direitos das prostitutas.
Mas nada foi tão emblemático do sentido mais geral de sua campanha, quanto a defesa dos direitos dos animais, especialmente dos animais domésticos. Ao defendê-los, Gabeira conclamou a todos que apostam na democracia a refletir sobre o sentido da vida em comum. Entendida como metáfora, a questão dos animais nos coloca diante do desafio que está posto para o planeta, mas que não pode ser resolvido senão a partir das grandes cidades, que é o da convivência entre seres diferentes com direitos iguais.
Com o legado desta campanha, o Rio de Janeiro já pode vislumbrar um projeto de reinvenção da esquerda na cidade, reconciliando-a com os melhores valores da Constituição de 1988, que havíamos perdido de vista, após anos de brutalidade e de máquinas que seqüestraram a política.

Obrigado(a), Gabeira!
Rio de Janeiro, 24 de outubro de 2008

3 comentários:

Lílian disse...

Não sou do RIO, mas concordo plenamente com suas palavras e torço pelo Gabeira.

brisak disse...

Nao sou do Rio, nao moro no BR ha seculos, mas AMO o Rio, assim como meu pai amou:)) Nao sei nada da campanha do Gabeira, mas venho no seu blog akih e alih e, confiando na sua percepcao, desejo SUCESSO!!:)) Pois o Rio e os cariocas, legitimos ou honorarios, definitivamente merecem:)

Peace:))

Claudia disse...

Sou do Rio mas estou longe, mas mesmo longe tentei fazer as pessoas verem a diferença entre Gabeira e os outros.

Mas não fomos suficientes!

Claudia