07 julho, 2008

Micro-revoluções que fazem a diferença...


Estou sem postar há tempos, é verdade! Mas isto não significa que ando afastada da cozinha, muito ao contrário ... estou gestando uma revolução para a minha vida. Desde o meu interesse pela raw food ( via Anna Elisa de Castro) até a leitura do livro O Mundo é o que você come, de Barbara Kingsolver, muita coisa passou pela minha cabeça. É claro que a opção da Barbara foi muito radical e, apesar de que eu adoraria viver tal experiência, ela está muito longe de ser viável para mim. Mas é claro que posso fazer muito, com um mínimo de esforço, diga-se de passagem. Produzir meu próprio pão, meu próprio queijo, cuidar da minha mini-horta, consumir alimentos e produtos orgânicos, reciclar meu lixo... são pequenos atos que estão ao alcance de nossa mão. Adquirir um desidratador, algo que já pareceu tão remoto, já não o é. Basta economizar um pouco e comprá-lo aqui. Garantir uma boa saúde, via alimentação, aos nossos filhos, é fundamental ... E é nisto que ando investindo ultimamente. Pois acredito, piamente, nesta afirmação: "A comida é a rara arena moral na qual a escolha ética é, em geral, a mais capaz de fazer você gemer de prazer. Por que resistir a isso?"

4 comentários:

Anny disse...

Olá Lara:
Pois é, também sou altamente influenciável qundo se trata de comida saudávei. Então preocupada em não aumentar de peso comprei um livro do Flávio Gikovate: Deixar de ser gordo. Vc conhece? Muito bom.
Como encarar a comida e se relacionar com ela é o grande problema de quase todo ser humano. Concorda?

ivlima disse...

OI Lara, de dois anos para cá, após ter conhecido a prática da yoga, comecei a enxergar a saúde sobre outro ponto de vista e cheguei à conclusão que devemos aliar nossa saúde à do planeta em que vivemos.Por isso comungo da sua vontade de comer o que cultivamos ou pelo menos comer de onde sabemos quem o cultiva. Um abraço.

Nana disse...

Ainda tento entender, trabalho numa empresa que oferece serviços sustentáveis, mas uma bela carne nunca falta ao meu prato.
Nem tudo é perfeito.
bjs

Ana disse...

Oi, Lara! Estou super curiosa com esse desidratador... Como você usa? Eu tô nesse mesmo movimento, mas consegui colocar pouca coisa em prática. Mas acho que meus meninos estão mais ilesos do que eu! Beijos, Ana (meu email:anakabreu@gmail.com)